Home » Notícias

Notícias

LATEORKE CONTRATADA PELA ANADARKO PETROLEUM

LATEORKE CONTRATADA PELA ANADARKO PETROLEUM - Lateorke Oil Gas
MAPUTO - 2014/12/4 - A LATEORKE OIL & GAS foi contratada pela ANADARKO para parceiro de formação e treinamento na área de Engenharia e Management de Petróleo e Gás Natural. A ANADARKO é a operadora...

NERSANT BUSINESS INTERNATIONAL MEETING

NERSANT BUSINESS INTERNATIONAL MEETING - Lateorke Oil Gas
SANTARÉM - 2014/11/24 - A LATEORKE OIL & GAS participou no Business International Meeting 2014 da NERSAN - Núcleo Empresarial da Região de Santarém. Esta foi a III organizada pela NERSANT que tem...

IPEME E LATEORKE ASSINAM PROTOCOLO DE PARCERIA

IPEME E LATEORKE ASSINAM PROTOCOLO DE PARCERIA - Lateorke Oil Gas
MAPUTO - 2014/09/04 - O IPEME e a LATEORKE OIL & GAS estabeleceram uma parceria estratégica na área de formação em Engenharia de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis às PME – Pequenas...

GALP à procura de parceiros para explorar Costa Alentejana

GALP à procura de parceiros para explorar Costa Alentejana - Lateorke Oil Gas

LISBOA - 2014/02/11 - A Galp está à procura de investidores para entrar na concessão que tem para explorar petróleo e gás na costa alentejana, junto a Sines, adiantou o CEO da empresa portuguesa, Manuel Ferreira de Oliveira, ontem na apresentação dos resultados do ano passado. Em causa, explicou o dirigente, está a saída da brasileira Petrobras deste projeto, no final do ano passado, para se focar na exploração no Brasil, o que deixou a petrolífera nacional sozinha e com menos capacidade de risco.

“No Alentejo, com a saída da Petrobras, a Galp ficou sozinha e isso não é compatível com o risco do projeto”, ou seja, com o volume de investimento que é necessário para explorar petróleo em águas profundas como é o caso, referiu.

É por isso que estão à procura de um ou mais parceiros, principalmente agora que, segundo Ferreira de Oliveira, “a empresa tem um ano para trabalhar no projeto”. Quer isto dizer que a Galp terá tido luz verde da Direção Geral de Energia e do Governo para prolongar a concessão, tal como havia pedido o ano passado.

Na altura, explicou o CEO da empresa, esse pedido foi feito porque a Galp precisava de mais tempo para analisar os dados recolhidos, o que irá fazer agora. Findo este próximo ano de concessão, a Galp terá de dizer definitivamente se há ou não indícios de petróleo ou gás que valem a pena ser explorados.

A Petrobras saiu também de um outro consórcio onde estava com a Galp em Portugal, pelas mesmas razões e na mesma altura, mas neste caso foi logo substituída pela Repsol. Trata-se da concessão perto de Peniche, mas neste caso em terra.

Este projeto está, assim, a seguir o seu curso normal, disse Ferreira de Oliveira, e acrescentando: “Continuamos a achar que há boas perspectivas”.

GALP Conclui exploração de poço em Marrocos

GALP Conclui exploração de poço em Marrocos - Lateorke Oil Gas

LISBOA - 2014/08/04 - A Galp Energia anunciou esta segunda-feira, 4 de Agosto, que concluiu a perfuração do poço de exploração TAO-1 na área de Tarfaya Offshore, em Marrocos. Não foram descobertos hidrocarbonetos, informou a empresa em comunicado enviado à CMVM. 

"O objetivo principal da perfuração do poço era testar o potencial de recursos do prospeto Trident, localizado no intervalo Jurássico Médio. O poço foi perfurado a uma profundidade total medida de 3.518 metros, e não encontrou fácies de reservatório naquele objetivo. O poço testou também o prospeto Assaka, localizado no intervalo Jurássico Superior, que também não revelou presença de hidrocarbonetos", referiu a companhia.

O consórcio – detentor de oito licenças de exploração na área na área de Tarfaya Offshore - encontra-se actualmente a executar actividades de conclusão da operação e desmobilização da sonda. A Galp possui uma participação de 50% no mesmo, formado ainda pela Tangiers Petroleum (25%) e pela ONHYM (25%).

"A Galp Energia e os parceiros irão analisar os resultados deste poço, nomeadamente os dados geológicos recolhidos, e usar a informação obtida para avaliar a restante prospetividade da área de Tarfaya Offshore", revelou.